Tomara que seja verdade

A morte de Tinoco, hoje, me fez lembrar das raízes. Eu mesma sou caiçara, mas me chamo de paulistana, e lá no fundo não sou nenhuma das duas coisas. Porque o pé da minha família está mesmo lá no interior de São Paulo. Vai ver é por isso que eu gosto tanto de música caipira das antigas (não sertanejo, porque né) e resolvi fazer o meu lamento ao Tinoco. Mas como lamento bom é lamento do bem, lembrei dessa música aqui, que tem uma sabedoria tão simples e tão profunda, como toda boa simplicidade deve ser.

A música não era dele, mas fica de homenagem ao velhinho simpático que foi um dos sábios do nosso interiorzão. Divirtam-se!

Anúncios

Um pensamento sobre “Tomara que seja verdade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s